Minha aventura em busca de uma casa organizada a 2, 3, 4…

Minha aventura em busca de uma casa organizada a 2, 3, 4…

Cada um quer ter uma vida/ casa (ou os 2) organizada por uma razão. A mais óbvia para mim é o fato de se viver melhor num lugar (dentro de si ou não) ordenado. Difícil é colocar as coisas nos devidos lugares, de forma comveniente, lógica e sem atraso. Sim, porque somos humanos e queremos tudo para ontem, não é?

Desde que comecei esse processo de me organizar e manter a vida de casada (família muda tudo) em ordem, aprendi muito sobre mim mesma. Antes, me organizada sem querer me manter assim, porque tinha tempo de sobra para me reorganizar em breve, era solteira, sem filhos, só minhas responsabilidades e objetivos. Era só eu. Meu sistema só precisava funcionar para mim. Nada mais, ninguém mais.

Casando, você passa a dividir o seu tempo entre 2 vidas, assume mais responsabilidades, mas tem com quem dividí-las também. Só que o seu sistema passa a ter que funcionar bem para os dois, dentro de suas rotinas. A coisa pode complicar, mas com paciência e adaptação, tudo entra nos eixos, mais cedo ou mais tarde.

Quando os filhos surgem no cenário, tudo aumenta, menos o seu tempo, que antes era só seu e agora é deles, e quase não mais seu. O fato de já ter um sistema/ rotina na sua própria vida de solteira ajuda (para caramba) nessa hora. Tornar-se mãe e organizada ao mesmo tempo é exigir muito da sua pessoinha. Seja mais clemente com você mesma. Cada coisa deve ter seu tempo – por isso, dê tempo aos processos para que se façam – precisa amadurecer certas etapas, melhorar “outras” até achar o melhor jeito para cada uma das etapas da sua vida.

Não deixe o volume de coisas / etapas/ processos te desestimular. A vida é dinâmica, mas precisamos ser pacientes com nós mesmos. Respeite seu tempo e sua rotina, mantendo seu foco inicial: fazer algo assim por você mesma, para o seu bem-estar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *