Comprar alimentos prontos, ou não?

Comprar alimentos prontos, ou não?

Dizem que comprar alimentos prontos é muito mais caro. Isso é verdade, pode comparar. Junto com o comentário do custo, vem o da saúde. É MUITO mais saudável cozinhar você mesma uma sopinha, um prato legal, que comprar feito. Sabe-se lá o que tem lá dentro! Quanto de sal foi colocado? Tem muitos conservantes? corantes artificiais? E que tipo de gordura foi usada? E por aí vai…

Aí, diante de tantos aspectos negativos, você decide que vai cozinhar tudo você mesma a partir de agora. Assim pode-se escolher ingredientes saudáveis, frescos, equilibrados, com pouco sódio e quase nada de gordura (se você conseguir essa proeza, me conta como!). Prioridade estabelecida, o dia termina com você na cozinha, preparando o jantar. Você corre feito uma louca, pega uma montanha de ingredientes aqui e acolá e prepara um “super” prato saudável. Deu certo! Família satisfeita, barriguinha cheia, você feliz e toda satisfeita consigo mesma. Vamos ver como será amanhã…

É então que a porca torce o rabo… e você não consegue voltar na hora do trabalho, chega em casa quase 2 horas além do horário normal – culpa do trabalho, do trânsito, das atividades – e encontra a galerinha (maridão incluíd0) faminta. E aí, o desespero bate. Cadê a super organização da véspera? E onde foram parar aqueles ingredientes maravilhosos de ontem?? O tempo vai passando, o pessoal gritando fome!  e aí você acaba se rendendo ao freezer. A amigona pizza congelada ganha a parada e vai parar no seu forno e na barriga do pessoal. Resultado: cozinha quase limpa, mãe/ esposa frustrada, plano de vida saudável que foi pelo ralo.

Mas, me diz, de que adianta colocar essa “prioridade” na sua lista de coisas a eliminar dos maus hábitos de dona-de-casa, se você não tem nem tempo para existir? Quiçá, cozinhar pratos legais todos os dias para uma prole inteira? eu já desisti. Quando dá, digo tempo, trabalho e obrigações deixam, baixa o santo em mim e preparo gostosuras saudáveis para a família. Quando não dá, mais de 50% do tempo, me rendo sem culpas ao freezer e suas maravilhas comidas prontas, compradas ou feitas por mim antecipadamente. E você?

 

2 thoughts on “Comprar alimentos prontos, ou não?

  1. Verdade, Déa… É complicado msm. Eu prefiro fazer as comidinhas em casa (minha sorte q Aécio já está comendo td), mas sempre compro alguns ptinhos daqueles prontos p deixar para alguma emergência…

  2. d3tima pergunta!Para mim o vinho que vai pra paenla dificilmente ou nunca vai para mesa, e por isso e1s vezes tenho dificuldades. Para molhos gene9ricos e que tem um fraco apelo regional uso de rotina o cabernet franc da aurora saint german (mesmo que produzo meus “acetos” e vinagres) que apresenta f3timo custo benefedcio culine1rio para carnes e massas.Se o prato precisa de um corpo maior aed tenho que partir para um malbec argentino ou cabernet chileno de baixo custo ate9 20 reais. Mas…… se for fazer um brasato al barolo ou um boeuf bourguignon a coisa pega.Opto por um vinho barato de sangiovese,syrah ou um pinot nacional. Para caldos ou molhos para peixes uso um sauvignon blanc pela acidez; moscatel ou chardonnay para molhos mais gordurosos ou marinadas. Sf3 uso vinhos frescos abertos no dia e geralmente bebo a garrafa como aperitivo durante o procedimento. Se sobrar vira vinagre.Abrae7o a todos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.